ES / EN
Blog
Archivo OCS

A ausência do Corpo na Comunicação On-line

Por: Paula Oliveira Justiça


Para citar este artículo: Oliveira Justiça, Paula, 2005, "A ausência do Corpo na Comunicação On-line". Disponible en el ARCHIVO del Observatorio para la CiberSociedad en http://www.cibersociedad.net/archivo/articulo.php?art=220




INTRODUCCIÓN / RESUMEN

O desenvolvimento desta temática pretende ser uma abordagem teórica a uma série de questões, divididas em três grupos:

1º – Qual é o tipo de linguagem que os jovens utilizam para comunicar através da Internet? A que se deve o desaparecimento de barreiras socioculturais, etárias e de género, neste tipo de comunicação? Ou será esse desaparecimento apenas ilusório?

2º – A utilização da Internet pode funcionar como um incentivo para a criação de personagens fictícias? Essa criação resulta de uma necessidade lúdica? É o aspecto lúdico o mais importante para quem comunica através da Internet?br />
3º – Existirá uma suposta anulação do corpo, e também de uma identidade definida, no "mundo virtual"? A anulação do "corpo real" é um fenómeno cultural específico ou todos os seres humanos sentirão a necessidade de criar novas identidades através da transformação do próprio corpo?

Pode-se considerar a Internet como meio de comunicação, como brinquedo, como veículo propício à anulação do corpo e à criação de um ou vários corpos fictícios, virtuais. É assim que grande parte dos jovens a considera, como instrumento lúdico e comunicacional. A comunicação on-line permite romper as barreiras criadas pela presença física, pelo olhar dos outros, pela sua aparência, sexo e idade.